Prefeitura Municipal de Itajaí

23/07/2020

Porto de Itajaí terá Carta Náutica atualizada.

Atualizações são realizadas pela Marinha do Brasil.

Itajaí, 23 de julho de 2020.

Superintendência do Porto de Itajaí – SPI.

Secretaria Geral de Comunicação Social – SECOM.

 

Porto de Itajaí terá Carta Náutica atualizada.

Atualizações são realizadas pela Marinha do Brasil.

 

O Porto de Itajaí está passando por processo de atualizações da Carta Náutica do novo Acesso Aquaviário. Para atualização da Carta em virtude de alteração de profundidades, é necessário realizar o Levantamento Hidrográfico de Classe Especial (Categoria “A”), que segue os procedimentos estabelecidos na NORMAN 25, da Marinha do Brasil, cujo órgão também faz análise do levantamento e, havendo aprovação, ocorre atualização do documento.

O trecho do acesso aquaviário que teve as maiores alterações geométricas foi na região da Baia Afonso Wippel, onde foi implantada a nova Bacia de Evolução, cujo trecho, juntamente com o trecho do canal interno de acesso ao Porto, já se encontra atualizado na Carta Náutica. Além de informações das profundidades, o documento fornece outras informações, como sinalização náutica e demais informações pertinentes à segurança da navegação.

Com a aprovação da Autoridade Marítima do Levantamento Hidrográfico Classe “A” e do projeto da Nova Sinalização Náutica, já é realidade no porto de Itajai e do Terminal Portonave (Porto de Navegantes), a atracação de navios com até 350,00 metros de comprimento. Outro aspecto importante se refere ao ganho de calado operacional. Com o novo acesso aquaviário, já houve atracação de navio com até 13,20 m de calado.

Em setembro de 2019, com a conclusão das obras do novo acesso aquaviário, incluindo a nova Bacia de Evolução, o porto de Itajaí registrou medições históricas de profundidades alcançadas pela dragagem, obtendo a marca histórica de 14,00 metros de profundidade em todo o acesso aquaviário.

A Superintendência do Porto de Itajaí, na condição de Autoridade Portuária, tem um contrato de cinco anos (2019-2023), com a empresa de dragagem VanOord Serviços de Operações Marítimas Ltda, para manutenção das profundidades do novo acesso aquaviário, tendo como profundidade de navegação 13,50 metros.

Outro fator importante para segurança da navegação é a instalação de um moderno sistema de monitoramento meteorológico e oceanográfico do canal de acesso ao Porto de Itajaí e Terminal Portonave. Trata-se de um sistema monitoramento e apresentação dos dados em tempo real, sobre as condições ambientais de diversas variáveis (ondas, correntes, ventos e nível da água), dando maior objetividade na tomada de decisões, por ser a mesma base de dados utilizadas pela Autoridade Portuária, Autoridade Marítima e pelo Serviço de Praticagem local.

Para o Superintendente, Engº Marcelo Werner Salles, todo esse processo que destaca a nova carta náutica do porto de Itajaí fez parte de um amplo planejamento de estudos, afim de proporcionar a segurança de navegação de embarcações:

“Isso tudo culminou na possibilidade de adequarmos a nossa Carta Náutica de maneira que todas as intervenções realizadas, como a conclusão da Bacia de Evolução, a nova sinalização náutica, com todos os monitoramentos ambientais e hidrodinâmicos instantâneos, a retirada de molhe, dragagem permanente, entre outras etapas, serão, ao final do processo de atualização desse documento, atualizado pela Marinha, uma forma de dar ao mercado a segurança das condições de profundidade”, destaca o Superintendente do Porto de Itajaí.

De acordo com o relatório oficial do PDZ – Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto de Itajaí, com base em sua última versão, de 2019, está disponível para a sociedade conhecer toda essa logística em relação as profundidades do Complexo portuário de Itajaí e Navegantes, e respectivamente sobre a carta náutica do Porto de Itajaí.

O superintendente Marcelo Werner Salles lembra que a atualização desta nova carta náutica é necessária, pois vai de encontro as prioridades de crescimento operacional das atividades portuárias no porto público:

“Somente com a implementação de nova sinalização náutica ao longo do canal de acesso, deficiências que eram encontradas ao longo de décadas, foram supridas com novos equipamentos de última geração, com torres mais altas, luz em LED (que diferencia da luz urbana da cidade), modificação da geometria do canal, dragagem permanente, e, principalmente a oportunidade de receber navios de grande porte como na primeira etapa das obras da Bacia de Evolução, num raio de 500 metros de diâmetro, realizar manobras com navios de até 306 metros até 350 metros de comprimento, e, posteriormente, em sua segunda etapa das obras de Adequação e Modernização do acesso aquaviário do Porto de Itajaí, alongar a bacia em até 530 metros de diâmetro, possibilitando a entrada de navios de até 366 metros de comprimento com capacidade de 14.000 TEUs (contêineres de 20 pés), e, possivelmente receber navios de até 400 metros de comprimento com 56,50 metros de largura (boca). Um dos maiores exemplos de regularização das atividades implementadas no canal de acesso e seus outros pontos, de acordo com a carta náutica atualizada, podemos destacar a vinda do navio APL PARIS de 347,40 metros de comprimento por 45,27 de largura, sendo o maior navio a navegar na costa brasileira, e, que nos brindou com sua visita no mês passado. Podemos dizer que foi um dos maiores testes que já realizamos, cumprindo com todas as exigências e condições técnicas que são atribuídas e concedidas a todos nós que atuamos nessa área”, reforça Salles.

Com crescimento de 12% na movimentação de TEUs e 10% na tonelagem, o Porto de Itajaí (berços públicos e APM Terminals), encerrou o primeiro semestre de 2020 mantendo números positivos.

Os números também foram positivos para o Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes. No primeiro semestre de 2020 o Porto de Itajaí e os Terminais de Uso Privado (TUPs) registraram movimentação de 650.724 TEUs e 7.124.639 toneladas. No comparativo ao primeiro semestre de 2019, a movimentação representa crescimento de 9% em relação aos TEUs e 7% na tonelagem.

Para o Prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, os resultados e projeções com a carta náutica atualizada, associada com os trabalhos de dragagem e sinalização náutica, incrementam o potencial em números que o porto de Itajaí e o complexo oferecem:

“Priorizar a segurança de navegação das embarcações é primordial para os avanços que o porto irá apresentar em suas operações. O Complexo Portuário de Itajaí representa 70% da balança comercial do Estado e 5% da balança comercial do país, e, ainda somos o segundo maior movimentador de contêineres no Brasil. Todos estes resultados representam aquilo que mensalmente está se evidenciando. Prova disso é o eficiente trabalho de dragagem que vem sendo realizado. Com a carta náutica sendo atualizada e o devido avanço de profundidades, certamente irá agregar melhores movimentações de cargas, e com isso destacar um excelente desempenho econômico para o município de Itajaí”, conclui.

 

Mais informações:

Engº Joelcir Zatta: Coordenação de Gestão de Obras e Projetos da Superintendência do Porto de Itajaí. (47) 3341-8094/98860-6237.

Texto: Luciano Sens: Secretário Geral de Comunicação Social. (47) 3341-8067.

*Foto: Banco de Dados da Marinha do Brasil no link abaixo:

https://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-segnav-cartas-raster/porto-de-itajai

  • Enviar para amigo
  • Imprimir
  • Link:

Enviar notícia para amigo






Rua Blumenau, 05 | CEP 88.305-101 | Centro | Itajaí | Santa Catarina | Brasil
Telefone: [+55] 47 3341 8000