Prefeitura Municipal de Itajaí

09/01/2020

Porto de Itajaí registra crescimento histórico do triênio com 150% na movimentação de contêineres e fecha 2019 com 23% de aumento em tonelagem.

Complexo Portuário movimentou 1,2 milhão de contêineres crescendo 7% em relação a 2018.

Itajaí, 09 de Janeiro de 2020.

Superintendência do Porto de Itajaí – SPI.

Assessoria de Comunicação Social – ASCOM.

 

Porto de Itajaí registra crescimento histórico do triênio com 150% na movimentação de contêineres e fecha 2019 com 23% de aumento em tonelagem.

Complexo Portuário movimentou 1,2 milhão de contêineres crescendo 7% em relação a 2018.

 

O Porto de Itajaí e o Complexo Portuário num todo, encerraram o ano de 2019, com base no último mês, em dezembro e no triênio (dezembro de 2016/dezembro 2019), demonstrando avanços significativos na movimentação geral de cargas, escalas atracadas e movimentação histórica de contêineres.

Ao longo de 2019, somente na área do porto público (cais público) e APM Terminals (empresa arrendatária do Porto de Itajaí), foram movimentadas 5.421.464 toneladas, destacando um aumento de 23%, quando no ano anterior (2018), foram movimentadas 4.401.363 toneladas. Em TEU’s (Twenty Foot Equivalent Unit – unidade internacional equivalente a um contêiner de 20 pés de comprimento), foram movimentados 489.698 contêineres, registrando também um aumento de 23% maior que em 2018, quando foram contabilizados 397.774 TEU’s. Nas atracações o crescimento foi 19% maior chegando a marca de 484 navios atracados contra 407 no ano anterior.

Num percentual de comparativo dos últimos três anos, o triênio (dezembro/2016 - dezembro/2019), colocou o Porto de Itajaí num ranking histórico quanto a movimentação de TEU’s, destacando um aumento significativo de 150%, alcançando a marca de 489.698 (dez/2019), contra 196.226 TEU’s em dezembro de 2016. Neste mesmo patamar, os números também surpreenderam quanto ao volume de toneladas e atracações registradas. De 2.054.467 (dez/2016), passou para 5.421.464 toneladas em dezembro 2019, apontando um crescimento de 164%. Nas atracações o aumento foi de 108% passando de 233 navios em dezembro de 2016 para 484 embarcações em dezembro de 2019.

Somente no mês de dezembro de 2019 em comparação com 2018, no porto público e APM Terminals, foram registrados 43 navios atracados obtendo um aumento de 5%. O relatório aponta ainda que foram movimentados 48.208 TEU’s com um crescimento de 35% e o registro de 508.879 toneladas, destacando-se num aumento de 24%.

No Complexo Portuário, os números de 2019 apresentaram crescimento nos principais dados estatísticos, sendo alcançado o próprio recorde de movimentação de TEU’s, quando foram contabilizados 1.232.824 contêineres, destacando um aumento de 7% em relação ao ano passado com 1.150.587. Na tonelagem, o aumento foi de 6% - passando de 12.822.270 para 13.621.567 toneladas. Já nas atracações, o aumento foi de 7% em relação a 2018, passando de 996 para 1068 navios.

Num comparativo entre o mesmo período de dezembro de 2018 para dezembro de 2019, o Complexo Portuário apontou números significativos nas atracações quando foram contabilizados 109 navios e aumento de 21%. Na movimentação de cargas, o aumento foi de 8% com 1.179.143 toneladas e em TEU’s, o aumento foi de 23% com 116.421 contêineres.

De acordo com o Técnico de Nível Superior da Superintendência do Porto de Itajaí, Heder Cassiano Moritz, os números se confirmaram exatamente com base e acompanhamento dos resultados obtidos principalmente na movimentação de cargas de contêineres, mantendo-se dentro da expectativa:

“Nós tínhamos em mente essa projeção de crescimento entre 6% e 7% em relação ao período anterior. Destaco ainda o crescimento de 150% nesses últimos três anos dessa gestão, que foi muito importante, principalmente porque a gente conseguiu exatamente terminar as obras que estavam emperradas, como as obras de recuperação, reforço e realinhamento dos berços 3 e 4, a recuperação das áreas de pátio e circulação, ampliação das áreas de armazenagem, conforme está projetado no planejamento, aumento de área junto ao RAC (Recinto Alfandegado Contiguo), Gate 2 em operação nas quatro linhas,  sistema de monitoramento de vigilância (CFTV), a recuperação da movimentação de cargas na margem direita, no berços da APM Terminals e Berços públicos, pois hoje estamos novamente com 90% de taxa de ocupação mensal em todas as nossas áreas do recinto porto público. Ou seja, recuperamos praticamente toda a movimentação que a gente tinha historicamente conseguido antes da enchente de 2008, que é o nosso grande referencial. Posso destacar ainda nossas mais de 30 atracações de navios Roll on Roll off com o desembarque de mais de 36 mil veículos importados, e por fim o tão aguardo momento das manobras na nova bacia de evolução, as manobras de giro, tanto para a entrada quanto para a saída dos navios que já vem a Itajaí, e principalmente para os de 337 metros, que para nós já vai fazer uma grande diferença”,destacou Heder.

A expectativa e espera pelos números já era aguardada com entusiasmo pelo Superintendente do Porto de Itajaí, Engº Marcelo Werner Salles:

“Realmente eu estava com uma expectativa muito grande em relação a tudo que vem se fazendo, tudo que viemos trabalhando, tudo que viemos plantando, semeando e hoje colhendo. Desde o início de 2017 quando assumimos esta gestão, tivemos momentos muito difíceis para todos nós e então recuperamos junto à comunidade portuária, e diria até que à própria cidade, o amor próprio da nossa atividade e isso pesou muito além do trabalho da própria recuperação da atracação de cargas, com um belo trabalho do efetivo da APM Terminals, com uma parceria fantástica com os trabalhadores portuários avulsos, trabalho da própria Superintendência do porto. O porto gera riquezas, gera atividade econômica, mas também se auto sustenta em função da própria movimentação de cargas. Terminar 2019 com 7% no complexo, a nível de movimentação de cargas conteinerizadas, sendo o segundo no Brasil, é significativo. Mais ainda significativo é o número que atingimos no acumulado de 1,2 milhão de contêineres, pela primeira vez batemos o nosso próprio recorde no complexo.  Se olharmos apenas para o Porto Público, se me permite fazer um pequeno histórico, dezembro de 2016 o porto acumulou naquele ano 196 mil TEUs, janeiro de 2017 por consequência movimentava em torno de sete a oito mil containers mês e fechamos o mês de janeiro com 48 mil contêineres/mês. O que permitiu um crescimento fantástico acumulado nesses três anos de 150%, é muito a ganhar”,analisa Salles.

Dentro do seguimento de cargas diversas que foram movimentadas, destaque para as operações do sistema ROLL ON – ROLL OFF. Em 2019 foram registradas 18 atracações e 21.261 veículos importados foram desembarcados no Porto de Itajaí. Desde 09 de junho até os dias de hoje, já ocorreram 31 atracações e o total de veículos da montadora General Motors (GM), chegou a marca de 36.400 unidades.

Para o Prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, o momento é motivo de orgulho e satisfação, acima de tudo, de reconhecimento por todos que diariamente trabalham em prol do crescimento do Porto de Itajaí:

”São três anos de sucesso, três anos consecutivos de absoluto sucesso. Nós assumimos em janeiro de 2017 com apenas um berço funcionando integralmente, colocamos em funcionamento o segundo, o terceiro e o quarto que estava aguardando a mais de uma década pela sua recuperação, estamos mantendo o canal de navegação devidamente dragado, com a manutenção em dia, e concluímos a nova bacia de evolução. O Porto vem batendo, sucessivamente, cada vez mais recordes de movimentação, e os números não mentem, de 2016 para 2019 nós tivemos um aumento de 150% na movimentação de contêineres, portanto, todos os índices mostram que nós estamos no caminho certo, um caminho de sucesso, um caminho de desenvolvimento pleno. O porto está full time, trabalhando de forma plena, total e isso é bom para a cidade, é bom para a região, para Santa Catarina, é bom para o Brasil. Nós temos que continuar preservando no nova concessão, e isso ficou bem claro ao Governo Federal, que reconhece esse detalhe da gestão de Itajaí, por outro lado também temos que considerar toda a mão de obra avulsa dos trabalhadores, dos sindicalistas, todos ligados aos estivadores, arrumadores, conferentes, consertadores, enfim toda a classe dos trabalhadores  portuários avulsos, que já uma classe experiente, de bom desempenho, de qualidade e também os próprios usuários, empresários  que operam, porque o porto sempre representa um tríplice interesse. O Interesse do poder público, o interesse dos empresários, usuários do porto e dos trabalhadores que tem um importante mercado de trabalho”, pontuou.

Entre muitas das ações desenvolvidas nos três anos dessa gestão no Porto de Itajaí o superintendente destaca as principais de imediato e almeja novos recordes para o ano de 2020:

“Conquistamos as profundidades mercadológicas da dragagem, a conclusão da nova Bacia de Evolução, pois devemos agora nos próximos dias iniciar os primeiros testes que nos permitirá ter um novo cenário de crescimento, o próprio termino dos berços 3 e 4, na área da sustentabilidade fomos agraciados com o 1º lugar no IDA – Índice de Desempenho Ambiental pela ANTAQ em nível nacional, a vinda de novas linhas de armadores, nova certificação do ISPS Code, licenças ambientais regularizadas, alfandegamento em dia,  investimento de melhorias na área primária à exemplo de serviços de iluminação, tratamento de água (à pedido da ANVISA, com filtros, com dosadores para que efetivamente nós tenhamos qualidade de água fantástica para o abastecimento dos navios, dos nossos servidores e dos trabalhadores portuários), atenção e suporte aos trabalhadores portuários, dragagem totalmente assegurada com um contrato de cinco anos que nos mantem, novo sistema de sinalização náutica, com monitoramento hidrodinâmico, ambiental e climático e que melhorou e muito as nossas condições operacionais e de segurança, a todo o efetivo de profissionais da praticagem, que tem sido parceira do porto, parceira do Complexo, dando não só a contribuição do seu trabalho, mas também de sugestões técnicas que vem muito nos ajudando de forma proativa, a própria Secretaria Nacional de Portos (SNP), que nos deu os recursos financeiros, que nos assegurou, que acreditou no porto de Itajaí. A própria ANTAQ que nos deu condições de revermos determinadas condições de reequilíbrio financeiro do porto, nos orientou sobre determinados procedimentos. A Marinha do Brasil e Capitania dos Portos de Itajaí, que tem sido proativa e também um grande parceiro do porto. Agradeço imensamente a toda a equipe do porto, a todos sem exceção, se dedicaram com amor, com perfeição. A municipalidade que tem nos dados apoio. A Câmara de Vereadores que tem sido uma grande parceira do porto em todas as suas ações, todos os órgãos intervenientes foram fantásticos nesses três anos, entenderam nossas dificuldades, nos deram prazo, nos deram condições de fazer as nossas operações, a todo o efetivo da APM Terminals por fazer de cada dia um dia melhor nas operações, a toda a classe dos trabalhadores portuários por todo esforço, empenho e dedicação. Por fim, quero dizer que este é um trabalho que não para! Vamos sempre melhorar nossas condições operacionais, e digo sim, que vamos atingir no Complexo a marca de 1,5 milhão de contêineres (TEU’s) até o final deste ano. Iremos fazer tudo que for possível, ao nosso alcance para novamente nós sermos, como nosso símbolo assim demonstra, as estrelas dos portos nacionais”, conclui.

 

Texto: Luciano Sens – Assessor de Comunicação Social do Porto de Itajaí ASCOM/SPI. (47) 3341-8067.

*Fotos: Arquivo – ASCOM/SPI.

*Revisão: Alan Peter Rosa – Agente de Autoridade Portuária/SPI.

  • Enviar para amigo
  • Imprimir
  • Link:

Enviar notícia para amigo






Rua Blumenau, 05 | CEP 88.305-101 | Centro | Itajaí | Santa Catarina | Brasil
Telefone: [+55] 47 3341 8000