Prefeitura Municipal de Itajaí

04/07/2019

Draga Backhoe opera 24 horas sem parar nas obras da nova Bacia de Evolução.

Com o objetivo de garantir a economia para o município de Itajaí, a conclusão de sua primeira etapa avança em ritmo acelerado podendo encerrar antes do prazo previsto.

Itajaí, 04 de Julho de 2019.

Superintendência do Porto de Itajaí – SPI.

Assessoria de Comunicação Social – ASCOM.

 

Draga Backhoe opera 24 horas sem parar nas obras da nova Bacia de Evolução.

Com o objetivo de garantir a economia para o município de Itajaí, a conclusão de sua primeira etapa avança em ritmo acelerado podendo encerrar antes do prazo previsto.

 

Após o Ato de Assinatura de Aditivo para a conclusão da primeira etapa das Obras de Reestruturação do Novo Acesso Aquaviário do Complexo Portuário de Itajaí, denominada por “Bacia de Evolução”, concretizado no dia 05 de Junho, a Draga “Backhoe Simson” completa nesta semana 14 dias de trabalhos ininterruptos.

A Draga de nome técnico “Backhoe Simson”,ou Draga escavadora, é de fabricação holandesa sendo construída em 2008. Possui 67 metros de comprimento por 23 de largura e pode operar com limites de profundidade de dragagem de até 26 metros. O equipamento é considerado um dos modelos mais eficientes desta categoria, sendo de alta capacidade e rápida para retirar sedimentos e pedras maiores no Rio Itajaí-Açu, tendo uma caçamba com capacidade de armazenar 34 m³ de material extraído, o equivalente a capacidade de 5 caminhões-caçamba.

Em apoio as operações da Draga Simson, a embarcação “Jan Blanken”, uma barca de carga “splitter”, tecnicamente conhecida como “Batelão”, cuja embarcação opera em águas rasas de rios, lagos e lagoas, é equipada com motor de propulsão e utilizada para transporte de materiais provenientes de dragagem. O equipamento foi construído na China em 2009, e possui 96 metros de comprimento por 18 metros de largura com capacidade de carga de 2.853 metros cúbicos.

Com o retorno das operações no local das obras (margens do Rio Itajaí-Açu e molhe norte), espera-se dragar até o período estipulado, cerca de 1,3 milhões de metros cúbicos das áreas restantes. Segundo oficio encaminhado à Secretaria de Estado da Infraestrutura em abril deste ano, foram dragados o volume de 1,7 milhões de metros cúbicos.

As obras na Bacia de Evolução iniciaram em março de 2016 e foram paralisadas em 31 de março deste ano, em condições não operacionais, sendo a alegação do Governo do Estado e empresa contratada (TRIUNFO), informando que não seria mais possível fazer aditivos. Outra justificativa do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIE), é de que o cálculo de volume de dragagem que estava aplicado no contrato com a empresa Triunfo foi alcançado. Nesta primeira etapa das obras, a empresa TRIUNFO Engenharia foi contratada para a sua execução e a parte de fiscalização ficou a cargo da empresa PROSUL. Ambas cumpriam períodos de revezamento dos serviços no canteiro das obras sob acompanhamento e supervisão da Superintendência do Porto de Itajaí.

Com a conclusão da primeira etapa das obras (prevista para o mês de setembro de 2019), os números no Complexo Portuário de Itajaí tendem a aumentar. O resultado inicial será comprovado com as escalas de navios de até 336 metros de comprimento que irão atracar nos terminais do complexo portuário.

“Uma obra que era totalmente de responsabilidade do Governo do Estado, e que agora está em curso, assumida por Itajaí e Navegantes, estava numa situação preocupante colocando em risco a atividade dos trabalhadores portuários e de todo um município economicamente. O Complexo Portuário de Itajaí é um dos mais potentes do Brasil e com a finalização desta primeira etapa das obras da Bacia, nos credencia para atender grandes embarcações e assim movimentar a economia do nosso porto ”, pontuou o Prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

No dia 30 de maio, a Câmara de Vereadores de Itajaí aprovou em única discussão e votação, em regime de urgência, o Projeto de Lei Ordinária (PLO) nº 134/2019, de autoria do Executivo Municipal autorizando o Município de Itajaí e a Superintendência do Porto de Itajaí a realizar um aditivo junto ao Contrato nº 025/2018, que mantém com a empresa holandesa Van Oord, para a conclusão da primeira etapa das obras da Bacia de Evolução.

Este aditivo formalizou a conclusão da obra junto ao contrato de dragagem permanente do canal de acesso aquaviário do Complexo Portuário de Itajaí no valor total de R$ 45,1 milhões, que serão diluídos no prazo de até cinco anos. O Aditivo contou com o a participação da PORTONAVE (Terminal Portuário de Navegantes), que opera na margem esquerda do rio, firmando o compromisso de colaborar através de investimentos para o deslocamento e transporte da Draga até o canal de acesso local.

O objeto geral deste trabalho engloba as obras de “Reestruturação do Canal de Acesso ao Complexo Portuário de Itajaí, contemplando a instalação da Nova Bacia de Evolução, Reposicionamento do Molhe Norte e Contenção das Margens do Canal de Acesso aos Portos de Itajaí e Navegantes”. Com a realocação do molhe norte, possibilitará que o canal de acesso em ambos os molhes (sul e norte), fique com a largura de 170 metros de distância e para o giro de manobras de navios na Bacia de Evolução, sua capacidade será de 500 metros de diâmetro e profundidade de 14 metros.

IMPORTÂNCIA DA OBRA PARA GARANTIR A ECONÔMIA DE ITAJAÍ:

As obras da Bacia de Evolução são essenciais e estratégicas para todo o Complexo Portuário de Itajaí. Ela tem sua importância em relação às cargas que são produzidas e exportadas em Santa Catarina, representando hoje 70% do comércio exterior, que saem pelo Porto de Itajaí. Dados do 1º biênio (2017/2018) apresentados pelo BNDES demostram que foram gerados 2,6 milhões de exportação pelo Complexo Portuário de Itajaí, gerando 300 mil empregos e evolução de riquezas para a região e todo o Estado em diversas áreas de produção. Ainda com base no 1º biênio, foram movimentados mais de 2milhões de contêineres, mantendo suarepresentatividade em nível de Brasil, e assegurando como o segundo maior Porto do país em movimentação de cargas conteinerizadas. Em 30 meses desta gestão, compreendendo o período de janeiro de 2017 a junho de 2019, o Porto de Itajaí, na condição de Autoridade Portuária, já registrou a movimentação de cargas em 9.248.275 milhões de toneladas, 840.772mil contêineres de 20 pés e 870navios atracados.

Para o Superintendente do Porto de Itajaí, Fábio da Veiga, o compromisso com a classe portuária e todos que atuaram em conjunto nesta primeira etapa para as obras serem concluídas, demonstra percepção e eficiência da Autoridade Portuária em executar de acordo com o planejamento estratégico programado:

“As obras estão ocorrendo em ritmo acelerado devendo estar pronta inclusive antes do prazo final de setembro. Isso representa seriedade com o que a atual administração do Porto de Itajaí em relação as suas ações vêm apresentando nesta gestão. Acima de tudo trata-se de uma obra primordial, ao passo em que ela irá permitir em um curto espaço de tempo a atracação de navios de até 336 metros de comprimento colocando o Porto de Itajaí para o recebimento das mais modernas embarcações e já preparando para o início da segunda etapa das obras podendo receber navios de 366 a 400 metros de comprimento. Consequente estipula-se ainda para o final deste ano a homologação por parte da Marinha, oficializando a permissão de entrada destes navios ao Complexo Portuário de Itajaí”, destacou.

2ª ETAPA DAS OBRAS DA NOVA BACIA DE EVOLUÇÃO:

Na semana passada (24), o Superintendente do Porto de Itajaí, Fábio da Veiga, esteve em uma reunião com o Secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade de Santa Catarina, Carlos Hassler, onde em conjunto com o Estado, estão programando uma reunião ainda neste mês de julho em Brasília (DF), junto ao Ministro de Estado da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, para dar sequência aos assuntos relacionados a viabilização e da licitação da segunda etapa das obras da Bacia de Evolução, já que o valor está previsto no Plano Plurianual (PPA), do Governo Federal ao valor de R$ 250 milhões de reais. Este compromisso com o Ministro Tarcísio Freitas foi adiantando no dia 17 de junho, em Itajaí, durante solenidade de inauguração do berço 04.

UNIVALI E SUPERINTENDÊNCIA DO PORTO DE ITAJAÍ - CUIDADOS COM O MEIO AMBIENTE (ÁREA DE DESPEJO E PESCADORES ARTESANAIS):

A Superintendência do Porto de Itajaí, através de sua Gerência de Meio Ambiente (GEAMB/SPI), também vem realizando comunicados para os pescadores de Itajaí e Navegantes a respeito de sua área de despejo destas dragagens, cumprindo uma condicionante legal quanto a pesca nas áreas em cerca de 6 quilômetros da costa de Itajaí e Navegantes, e, também restringindo o fundeio de embarcações nas áreas de trabalho da Draga Backhoe.

Parceiro fundamental desde 2005 com a Superintendência do Porto de Itajaí, e conhecedor técnico das atividades profissionais que envolvem diretamente o meio ambiente em trabalhos desta origem, o Programa de Monitoramento Ambiental e acompanhamento da Pesca Artesanal, coordenado pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, tem demonstrado avanços contínuos objetivando a preservação do meio ambiente e assistência aos pescadores artesanais.

“É importante que façamos sempre o controle ambiental daquela região, em específico as obras da nova bacia de evolução, pois esse trabalho entre outros, fazem parte de exigências e normas de licenciamento de órgãos ambientais. A Univali acompanha diretamente o controle da qualidade dos sedimentos e do ecossistema aquático num todo, monitora ainda a qualidade da água, ar, acompanha a rotina dos pescadores artesanais, sendo eles, que dependem diretamente do canal de acesso para trabalharem. Temos ainda um programa de Supervisão Ambiental que visa interagir com os demais programas e semanalmente, equipes de profissionais da Univali estão coletando amostras que comprovem se na região esteja apresentando algum impacto de maior gravidade no meio ambiente”, conclui Jurandir Pereira Filho, Coordenador de Monitoramento Ambiental da Univali.

 

Mais informações:

Assessoria de Comunicação Social do Porto de Itajaí - (47) 3341 8067.

Texto: Luciano Sens (Jornalista – DRT-SC 00973 JP) - Assessor de Comunicação Social do Porto de Itajaí.

Fotos da Draga Backhoe e Batelão: Fabricio Pereira – Estagiário ASCOM/SPI e Alan Peter Rosa – Assessor de Direção SPI.

Fotos Aéreas da Bacia de Evolução: Créditos ALFABILE.

  • Enviar para amigo
  • Imprimir
  • Link:

Enviar notícia para amigo






Rua Blumenau, 05 | CEP 88.305-101 | Centro | Itajaí | Santa Catarina | Brasil
Telefone: [+55] 47 3341 8000