Prefeitura Municipal de Itajaí

21/09/2018

Porto de Itajaí aumenta em 86% sua movimentação de cargas.

Dados se referem ao mês de agosto. Atracações e contêineres movimentados também foram destaque.

Porto de Itajaí aumenta em 86% sua movimentação de cargas.

Dados se referem ao mês de agosto. Atracações e contêineres movimentados também foram destaque.

 

O Porto de Itajaí, através de sua empresa arrendatária – a APM Terminals, registrou números positivos em seu balanço mensal referentes ao mês de agosto de 2018, tendo destaques nos três principais itens de estatísticas como; movimentação de tonelagem, TEU’s (Unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), e número de embarcações atracadas.

No saldo de movimentação em tonelagem a arrendatária girou cerca de 436.290 mil toneladas de cargas, que em comparação com o mês de agosto de 2017 apresentou aumento de 86% e um acrescentamento de quase 202mil toneladas comparado ao mesmo período.

No comparativo de TEU’s (Unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), de agosto/2017 para agosto/2018 - o registro também foi favorável com 72%, passando de 23.053 para 39.640 TEU’s, e que consequentemente registrou um aumento de 86% na movimentação de toneladas, indo de 234 para 436 mil toneladas. Neste patamar, o número de embarcações atracadas na margem direita (Itajaí), cresceu em 90%, passando de 20 para 38 navios em operações.

Os resultados favoráveis apontam a volta da atividade do Porto de Itajaí no mercado mundial, em que no mês de agosto de 2017, o Porto já havia registrado seu melhor desempenho do ano, sendo números que continuam subindo desde então.

Para Héder Cassiano Moritz, Assessor de Direção da Superintendência do Porto de Itajaí estes números também se dão ao fato do comércio ficar mais aquecido após junho, “Historicamente, a tendência do segundo semestre é sempre apresentar uma movimentação maior, junto a isto tivemos o início de novas operações e a recuperação de linhas e serviços que possibilitam esse aumento na movimentação”, afirma Héder.

No balanço do Complexo Portuário de Itajaí (que abrange todos os terminais instalados nas margens do Rio Itajaí Açu) os números se mantiveram neutros, em que 109.030 TEU’s movidos em agosto de 2017 caem para 107.779 - uma variável de -1% e sua movimentação em tonelagem que de 1.196.888 baixou para 1.163.149, representando -3% quando comparado ao mês de agosto de 2017, variações que podem ser interpretados como estáveis.

Os resultados favoráveis apontam a volta da atividade do Porto de Itajaí no mercado mundial, em que no mês de agosto de 2017, o Porto já havia registrado seu melhor desempenho do ano, sendo números que continuam subindo desde então.

Para Héder Cassiano Moritz, Assessor de Direção da Superintendência do Porto de Itajaí estes números também se dão ao fato do comércio ficar mais aquecido após junho, “Historicamente, a tendência do segundo semestre é sempre apresentar uma movimentação maior, junto a isto tivemos o início de novas operações e a recuperação de linhas e serviços que possibilitam esse aumento na movimentação”, afirma Héder.

No balanço do Complexo Portuário de Itajaí (que abrange todos os terminais instalados nas margens do Rio Itajaí Açu) os números se mantiveram neutros, em que 109.030 TEU’s movidos em agosto de 2017 caem para 107.779 - uma variável de -1% e sua movimentação em tonelagem que de 1.196.888 baixou para 1.163.149, representando -3% quando comparado ao mês de agosto de 2017, variações que podem ser interpretados como estáveis.

No balanço do Complexo Portuário de Itajaí (que abrange todos os terminais instalados nas margens do Rio Itajaí Açu) os números se mantiveram neutros, em que 109.030 TEU’s movidos em agosto de 2017 caem para 107.779 - uma variável de -1% e sua movimentação em tonelagem que de 1.196.888 baixou para 1.163.149, representando -3% quando comparado ao mês de agosto de 2017, variações que podem ser interpretados como estáveis.

O terminal PORTONAVE registrou uma queda em sua movimentação de contêineres de -20,7%, baixando de 85.977 unidades para 68.139 TEU’s de acordo com o mesmo período do ano passado (agosto de 2017 e 2018). Consequentemente sua movimentação em tonelagem também apresentou um resultado inferior quando comparado a agosto retrasado, baixando de 947.939 para 710.934 toneladas, representando uma queda de -25%.

O terminal BRASKARNE não efetuou registros de escalas no mês.  Até o momento no acumulado do ano está com 20 escalas e 97.829 toneladas movimentadas, destacando um crescimento de 14% na movimentação de cargas em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foi registrado 18 escalas com 85.468 toneladas movimentadas.

No terminal TEPORTI foi registrado 3 escalas com 15.925 toneladas, elevando a movimentação acumulada do ano para 21 escalas com 67.964 toneladas, uma queda de 15% na movimentação de cargas em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando 20 escalas com 79.786 toneladas movimentadas, observando-se um crescimento de 5% no número de escalas realizadas.

No terminal POLY TERMINAIS não houve registros de escalas no mês. A movimentação acumulada do ano soma 4 escalas com 16.000 toneladas verificando-se uma queda de 31% na movimentação de cargas em relação ao mesmo período do ano anterior, que totalizou 7 escalas com 23.271 toneladas movimentadas, observando-se uma queda de 43% no número de escalas realizadas.

Em exportações as movimentações que mais se destacaram no mês de agosto foram nas mercadorias de pescado, com 777,5% de aumento, de US$/FOB 436.000 para 3.826.000, cerâmicas e vidros de US$/FOB 2.847.000 para 10.280.000, um aumento de 261% e Maçãs tendo 108% de aumento de US$/FOB 235.000 para 489.000.

Quase todas as categorias de importações tiveram um aumento positivo em sua movimentação, tendo como destaque Produtos Químicos em 137,6%, Cerâmicas e Vidros com 61,1% e Madeira e Derivados com 59,6% e somente materiais de plástico e borracha registraram queda, de US$/FOB 99.003.000 para 39.341.000, um declínio de -60%.

Em relação às importações catarinenses, em agosto totalizaram US$ 1,5 bilhão, o que representa uma ampliação de 29,5% frente ao mesmo mês de 2017. De janeiro a agosto, o estado exportou US$ 6,27 bilhões, alta de 9,8% em relação ao mesmo período no ano anterior. Entre os principais produtos da pauta de embarques estão: carne de aves (alta de 24,6%), soja (crescimento de 10,8%) e partes para motor (avanço de 6%). Com relação aos principais parceiros comerciais no acumulado do ano, China se apresenta como o principal destino dos produtos catarinenses, com 15,5% do total exportado, desempenho 37% superior ao do ano anterior. Na sequência aparecem Estados Unidos (14,6%), Argentina (8,8%), Japão (4%) e México (3,8%).

No mês de agosto o Complexo Portuário registrou uma interrupção de 48 horas devido à impraticabilidade da barra em decorrência dos ventos de forte intensidade que atingiram a região, e que comprometeu a segurança da navegação do acesso, e assim, gerando o cancelamento de quatro escalas por conveniência de armador.

 

O relatório completo de estatísticas referente ao mês de agosto de 2018 pode ser conferido no link baixo:

http://www.portoitajai.com.br/novo/estatisticas/195/Estat%C3%ADstica%20de%20Agosto%20de%202018

 

Mais informações:

Héder Cassiano Moritz – Assessor de Direção da Superintendência do Porto de Itajaí. (47) 3341-8029 -heder@portoitajai.com.br

Com o apoio de: Alan Peter Rosa – Assessor de Direção (47) 3341-8053 / alan@portoitajai.com.br

*Texto: Fabrício Pereira - Estagiário da ASCOM (47) 3341-8067.

*Fotos: Luciano Sens.

Assessoria de Comunicação – ASCOM/SPI (47) 3341-8067.

  • Enviar para amigo
  • Imprimir
  • Link:

Enviar notícia para amigo






Rua Blumenau, 05 | CEP 88.305-101 | Centro | Itajaí | Santa Catarina | Brasil
Telefone: [+55] 47 3341 8000