Prefeitura Municipal de Itajaí

Calado Máximo de Operação

   

 

 COMUNICADO

 

A Superintendência do Porto de Itajaí comunica que recebeu no dia 09/06/2017, Ofício 650/DelItajaí-MB da Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí, com as recomendações para revisão dos parâmetros de operação portuária no Complexo Portuário de Itajaí, em resposta aos ofícios nº  282/2017/SURIN datado de 09 de junho de 2017 conforme segue:

 

I – Profundidade dos canais e bacia de evolução:

a) canal externo (compreendido entre as boias 1 e 2 até o farolete 10 : profundidade de 12,00 m, aplicando a FAQ (folga abaixo da quilha) de 15% do calado do navio;

b)Trecho do canal interno (compreendido do farolete 10 até o ferry-boat) : profundidade de 11,40 m, aplicando a FAQ de 10% do calado do navio;

c)Trecho da  bacia de evolução (compreendida após a estação do Ferry Boat até o final dos berços de atracação) : profundidade de 11,40 m aplicando a FAQ de 0,60m.

 

II – Profundidade dos berços dos terminais APM Terminals, Porto Público e Terminal Portonave

 

a)    Berço 1 (APM):                13,00 m

 

b)    Berço 2 (APM):                12,80 m

 

c)     Berço 3 (Porto Público):(Interditado em obras)

 

d)    Berço 4 (Porto Público): (Interditado em obras)

 

e)     Berço 1 (Portonave):       11,40 m

 

f)      Berço 2 (Portonave):     12,00 m

 

g)    Berço 3 (Portonave):       10,50 m

 

III -  Formula para cálculo do CMO (calado máximo operacional) para o Porto de Itajaí e Terminal Navegantes:

 

CMO = MPOC + Hmaré – FAQ 

Onde: 

CMO = Calado Máximo Operacional

MPOC = (Menor Profundidade Observada no canal ou bacia)

FAQ = Folga abaixo da quilha

Hmaré = Previsão da altura da Maré no Instante Considerado, retirada da Tábua de Marés editada pela Diretoria de Hidrografia e Navegação – DHN da Marinha do Brasil. 

IV -  Permanecem em vigor os demais parâmetros de operação contidos na resolução nº 06/2016 de 08 de agosto de 2016 desta Superintendência. 

V -  Os valores para Folga Abaixo da Quilha – FAQ para embarcações com Boca superior a 43 metros foram reavaliados pela Autoridade Portuária baseando-se nos estudos técnicos da Arcadis, de 14% no canal interno e bacia de evolução e 18% no canal externo, foram  aprovados e já  constam na NPCP.

 

Observação:

 

Conforme o Serviço de Praticagem e Autoridade Marítima, levando em consideração a situação atual na maré zero:

 

Portonave 01: 10,36 m (boca menor que 43,00 m);

Portonave 02: 10,36 m (boca menor que 43,00 m);

Portonave 03:   9,90 m (boca menor que 43,00 m);

 

Portonave 01: 10,00 m (boca maior que 43,00 m);

Portonave 02: 10,00 m (boca maior que 43,00 m);

Portonave 03:   9,90 m (boca maior que 43,00 m);

 

APMT 01: 10,36 m (boca menor que 43,00 m);

APMT 02: 10,36 m (boca menor que 43,00 m);

 

APMT 01: 10,00 m (boca maior que 43,00 m);

APMT 02: 10,00 m (boca maior que 43,00 m);

  

Na bacia de evolução estamos trabalhando com  FAQ de 0,60 cm. 

 

Às entidades de classe, solicitamos a gentileza de divulgar entre seus associados.

 

Itajaí, 09 de Junho de 2017.

 

Heder Cassiano Moritz

Superintendente Interino

Rua Blumenau, 05 | CEP 88.305-101 | Centro | Itajaí | Santa Catarina | Brasil
Telefone: [+55] 47 3341 8000